[Google I/O 2008] Vídeos e slides

June 13, 2008

Post rápido. O Google publicou os vídeos e slides do Google I/O 2008 aqui.

Advertisements

[Google I/O 2008] Dia 2

June 5, 2008

Eu tinha a idéia de fazer um post no final de cada dia dos eventos que participei na semana passada. Mas já ficou claro que isso não foi possível! O post do primeiro dia do Google I/O já veio atrasado… esse agora (e os outros – ainda por vir – da RailsConf) então, nem se fala!!!

Além disso, resolvi mudar um pouco o formato dos posts também. Vou falar só do que eu achei interessante de alguma forma e não mais de tudo o que vi.

Bem, o segundo dia do Google I/O começou com um keynote de Marissa Mayer, vice presidente de Search Products & User Experience. Foi bem legal. Um dos pontos mais interessantes que ela mencionou foi que metade dos lançamentos de produtos do Google analisados em um período de 6 meses surgiu do tão falado 20% developer time. Outro ponto que me chamou a atenção foi a mensagem de copyright que existe no final da página principal. Ela explicou que essa mensagem foi incluída após uma sessão de testes de experiência com usuários. Eles tinham como tarefa pesquisar algo específico utilizando a página do Google. Ela observou que os usuários ficaram alguns minutos olhando para a tela sem fazer nada. Quando perguntados porque eles não faziam nada, disseram que estavam esperando a página carregar! Como a página do Google é bem enxuta, não tem praticamente nada, eles achavam que faltava alguma coisa. A mensagem de copyright foi inserida para sinalizar que tudo já tinha sido carregado e a página podia ser usada; e não por alguma razão legal ou algo parecido!

Even Faster Websites do Steve Souders foi boa. Ele á autor de um plugin para o Firebug chamado YSlow. Este plugin serve para identificar gargalos em páginas web. Ele fornece guidelines para melhorar o tempo de carregamento de páginas, melhorando a experiência do usuário. Mas a palestra não foi sobre o que já existe no YSlow e sim sobre as novas pesquisas que ele está fazendo sobre o assunto e que provavelmente vão aparecer numa versão futura do YSlow. Vale a pena dar uma olhada nos slides da apresentação.

Search Friendly Development foi legalzinho. Foi sobre como melhorar o ranking de um site na busca do Google. Interessante mas nada de novo ou avançado. Maile Ohye, a autora da palestra, é coordenadora do Google Webmaster Central, que trata do assunto.

Trabalhando na equipe de Globo Vídeos, não poderia deixar de assistir uma palestra sobre o YouTube. Em Design your own YouTube player, o Geoff Stearns mostrou como customizar o player e inserí-lo em qualquer site. Mostrou também as APIs javascript e flash para controle do player. A estratégia é facilitar bastante a vida do usuário para que ele possa criar sites muito facilmente com conteúdo do YouTube. E parece que eles estão conseguindo isso. Pena que ocorreram alguns problemas técnicos na apresentação.

Uma observação: os organizadores informaram que as palestras seriam disponibilizadas no site do evento, mas até agora eu não vi nada lá.

Para resumir, o evento foi fraco em termos de conteúdo técnico das palestras. Foi basicamente uma apresentação dos produtos Google. Para quem não conhecia nada, pode ter sido interessante; mas para muitos não teve nada de novo.


[Google I/O 2008] Dia 1

May 30, 2008

Segue um resumo do primeiro dia do Google I/O 2008.

Começou com o keynote do Vic Gundotra sobre Client, Conectivity and the Cloud. Foi basicamente um resumo dos produtos, APIs, etc que o Google está desenvolvendo e qual o futuro deles. O momento que arrancou suspiros da platéia foi o Street View do Google Maps rodando no Android e utilizando o compass. Ao girar o celular, a visão girava junto. Muito show!

Tentei assistir a Painless Python for Proficient Programmers, apresentado por Alex Martelli, mas a sala era tão pequena e estava tão lotada que foi inviável. Tive que desistir. Entrei então na apresentação de Flash API for Google Maps, do Michael Jones. Parecia ser uma apresentação de cada método da API, um a um. Fiquei apenas 2 minutos e saí. Por fim entrei na State of AJAX: The Universe Is Expanding, por Dion Almaer e Ben Galbraith, co-fundadores do Ajaxian.com. Essa parece ter sido bem interessante, mas só cheguei no fim. Mesmo assim, deu pra ver a demonstração do controle do Wii usado para comandar um jogo de dardos rodando em um browser, via AJAX! Se me lembro bem, o controle se comunicava com o computador via bluetooth; uma biblioteca em C lia os comandos e enviava para um applet rodando no browser; este por sua vez controlava o javascript!!!

Para a segunda sessão assisti Rapid Development with Python, Django and Google App Engine, do Guido van Rossum. O App Engine parece interessante. Tem tudo para vingar. Mas eu estava mais interessado no Django. Confesso que fiquei bastante decepcionado. Pelo pouco que foi mostrado, não vi uma separação clara entre controllers e views. Estranho. Rails me parece bem melhor.

Depois vi Can We Get There From Here?, por Alex Russel. Foi bem interessante. Focava em qual o futuro de desenvolvimento web. Por um lado com HTML 5, Gears e bibliotecas AJAX, que são um caminho de evolução natural para o que já existe, e que têm a vantagem de onipresença e de “padrões” abertos. Por outro, Google Web Toolkit, Flex e Silverlight, que têm a visão de que a web é um problema a ser resolvido e que tentam dar mais poder aos desenvolvedores para fazer mais em menos tempo. Foi uma discussão bem legal. Mas no final ficaram várias perguntas sem resposta, o que natural em um exercício sobre visão do futuro.

Underneath the Covers at Google lotadaUnderneath the Covers at Google foi muito bom. O Jeff Dean falou sobre o uso de máquinas baratas no Google. Basicamente, qualquer máquina – mesmo máquinas high-end – vão falhar. Então sai mais barato utilizar máquinas comuns e montar uma estrutura de monitoração, controle e redundância. Explicou sobre o sistema de arquivos distribuído que eles desenvolveram, o GoogleFS. Mostrou como funciona o MapReduce que é o algoritmo para distribuir processamento entre diversas máquinas. Falou também sobre o BigTable que é o sistema de base de dados desenvolvido internamente para aguentar a quantidade de dados que eles processam. O slide mais legal foi o que mostra todos os passos que acontecem quando alguém faz uma busca. Vendo essa palestra dá até pra ficar assustado com o poder que o Google tem nas mãos!

Por último, vi Improving Browsers in New Ways: Gears++, do Chris Prince. Basicamente ele explicou que o Gears não é um plugin para oferecer funcionalidade offline. O objetivo é melhorar a capacidade dos browsers. Muito do que é implementado pelo Gears está se tornando padrão no HTML 5. Foi interessante, mas nada de mais.

After Hours at Google I/OÀ noite teve um evento que foi muito bom. Muita comida, bebida, show da banda Flight of the Conchords. Máquinas de fliperama, Wiis, mesas de sinuca espalhadas por todos os cantos. Foi legal para conversar com algumas pessoas. Conhecemos um brasileiro que está estagiando no Google e que antes estagiava na Microsoft. Muito legal algumas observações dele sobre as diferenças entre Google e Microsoft. Uma que me impressionou é que na Microsoft eles são muito mais liberais na hora de deixar os desenvolvedores terem acesso à arvore de código; no Google eles são mais paranóicos com isso.

Para resumir, achei o conteúdo das palestras bem fraco. Nade de novo, nada de impressionante, nada de mais. A organização das salas também não foi das melhores. Foi muito comum termos salas absolutamente lotadas. Era preciso chegar cedo para garantir um lugar. Com um intervalo de apenas 15 minutos entre as sessões (inclusive para o almoço!) isso foi bem difícil de conseguir.

After Hours at Google I/OO lado positivo fica por conta das pessoas presentes, da comida e do evento à noite!

Obs.: o pessoal da organização avisou que a partir do meio da próxima semana os slides das apresentações vão estar disponíveis no site do evento.


“Google I/O 2008” e “RailsConf 2008”

May 22, 2008

Na próxima semana estarei viajando novamente. Dessa vez vou para os EUA para dois eventos. O primeiro é o Google I/O que acontece nos dias 28 e 29/05 em São Francisco. O segundo é o RailsConf, que ocorre do dia 29/05 ao dia 01/06 em Portland, mas eu só estarei lá a partir do dia 30/05.

Como os dois eventos têm muitas sessões interessantes em paralelo, o difícil vai ser escolher o que assistir! Depois conto o que vi por lá!