7 Meses de Time Beta: Um Balanço

April 7, 2010

Já se vão 7 meses que estou no Time Beta na Globo.com e vou aproveitar a oportunidade para fazer um balanço de como tem sido até aqui.  O que estamos fazendo de interessante, o que aprendemos, o que podemos melhorar, etc. Mas antes, um disclaimer: as opiniões aqui são minhas e não necessariamente refletem a opinião do time como um todo. No entanto, acredito que o time concorda com tudo que está escrito aqui.

Nesses 7 meses trabalhamos no Baixatudo, o site de downloads da Globo.com que já existia há algum tempo. Já no primeiro mês colocamos no ar uma nova versão, que foi sendo evoluída e refinada até chegar no que temos hoje.

Infra

Um dos pontos que acredito que estamos bem é na infraestrutura do projeto. Nosso time é 100% responsável por todas as questões de infra. Provisionamento de máquinas, instalação de SO, configuração de servidores de cache, de aplicação, de banco de dados, de busca, balanceamento de carga, monitoração, tudo é nossa responsabilidade. Por isso mesmo, praticamente toda a administração da nossa infra é automatizada. O grande benefício disso é que conseguimos mudar a arquitetura da aplicação, atualizar versões, mexer nas configurações, etc., com bastante segurança e agilidade. O assunto é bastante extenso e interessante e certamente merece um outro post detalhando melhor como funciona nossa infra.

Agile UX

Outro ponto que acredito que estamos bem é na questão de Agile UX, ou seja, como integrar UX com desenvolvimento ágil. É um assunto que pessoalmente me interessa muito e acredito que nesse time chegamos num ponto bastante positivo. Esse assunto também merece um post bem detalhado que pretendo publicar em breve. Mas basicamente, o que acontece é que tentamos garantir 2 coisas.

Uma é que o time esteja trabalhando junto na mesma funcionalidade. Enquanto o designer desenha as interfaces/fluxos/interações/variações de componentes, os outros membros do time já trabalham no seu desenvolvimento. A comunicação é rica e constante. Todo mundo dá palpite sobre UX e todo mundo desenvolve, inclusive o próprio designer que contribui com o html e css.

A outra coisa é que no final de cada iteração a gente tem uma funcionalidade tecnicamente pronta. Muitas vezes ela não está boa o suficiente para ser disponibilizada para o usuário final mas funciona do ponto de vista técnico. É em cima disso que a gente colhe feedback para refiná-la nas iterações seguintes e não em cima de telas ou outros artefatos não funcionais.

Testes A/B

Começamos a usar o Google Website Optimizer para fazer testes A/B e estamos empolgados com os resultados obtidos. O objetivo é evitar tomar decisões de UX e de produto baseadas exclusivamente em achismos. Queremos dados para ajudar nas nossas decisões. Até aqui fizemos 2 testes.

O primeiro foi para escolher o melhor texto no botão de download de um software. Inicialmente esse texto era ‘download’. Criamos uma variação com o texto ‘baixar’. O resultado foi que a segunda opção tinha uma conversão maior e por isso é ela que está no ar até hoje.

No segundo, experimentamos uma variação nos thumbs que consistia em exibir o número de downloads em cima do thumb. Uma alteração simples e que todos concordavam que deixava o produto mais bonito. Mas a conversão nesse caso era bem pior. Os usuários clicavam menos na variação que tinha os números de downloads. Por isso, essa mudança não foi implementada de forma definitiva.

Outros

Outros dois pontos que considero interessante mencionar.

O primeiro é que tentamos trabalhar num ritmo sustentado, sem pegar mais do que o time aguenta. Na única vez que trabalhamos de madrugada o resultado não foi bom. Os stakeholders não gostaram do que foi entregue e isso acabou refletindo temporariamente na motivação do time.

O outro é que tentamos manter nosso processo o mais enxuto possível. Praticamente não existem tarefas, reuniões, etc., que não agregam valor ao produto.

Resultado

O resultado disso tudo, aliado ao excelente trabalho da equipe de editores, é um aumento significativo na audiência do Baixatudo. E stakeholders satisfeitos.

A partir de agora estamos partindo para outro produto. Sabemos que ainda temos muito a evoluir, mas acredito que estamos no caminho certo. Estamos conseguindo mostrar o valor de times pequenos (4-5 pessoas no nosso caso), autônomos, ágeis.


Dev in Rio 2009: Eu Vou!

August 30, 2009

No dia 14/09 vai rolar um evento aqui no Rio de Janeiro que promete ser um sucesso: Dev in Rio 2009. E, claro, eu não poderia deixar de estar presente. Organizado pelo meu amigo Guilherme Chapiewski e pelo Henrique Bastos, contará com a presença de grandes nomes nacionais e internacionais falando sobre Open Source, Java, Ruby on Rails, Django e Desenvolvimento Ágil.

Nos vemos lá!

Dev in Rio 2009


Scrum Gathering Brazil 2009

May 11, 2009

Nesta terça (12/05) e quarta (13/05) estarei no Scrum Gathering Brazil 2009. O evento promete, com apresentações de profissionais nacionais e internacionais.

O que rolar no evento vou postar aqui ou no meu twitter.


Falando em Agile 2008

October 22, 2008

Nesta quinta e sexta-feira (23 e 24/10/2008) estarei em SP para o Falando em Agile, um grande evento sobre métodos ágeis. Organizado pela Caelum, contará com palestras de Guilherme Chapiewski, Phillip Calçado, Antônio Carlos Silveira e Danilo Bardusco, entre outros.

Certamente promete!